O seu futuro imóvel está aqui! Área do Cliente
Fale Conosco

(21) 3974-9200

Banner Image

Os 20 Fundos Imobiliários mais lucrativos de janeiro; e em quais investir

Home > Blog > Os 20 Fundos Imobiliários mais lucrativos de janeiro; e em quais investir

Os 20 Fundos Imobiliários mais lucrativos de janeiro; e em quais investir

30 de novembro de 2018 Nicholas Uchôa

29277_2_EL

Dos 20 Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs) mais rentáveis em janeiro, apenas 4 oferecem a segurança necessária para o investidor neste momento, de acordo com Giancarlo Gentiluomo, analista de Fundos Imobiliários na XP Investimentos.

“Vários desses fundos eu considero ruins”, disse Gentiluomo, acrescentando os únicos que teria conforto e segurança para investir neste momento. Confira a lista abaixo com destaque para as recomendações do especialista, com justificativa em seguida.

BRCR11: O fundo possui diversos imóveis de uso corporativo divididos nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Metade da receita de aluguel provém de ativos AAA enquanto a outra metade de ativos com menor qualidade que passam por uma conjuntura mais desafiadora.

Recomendamos o fundo como play de valor, pois os ativos estão sendo negociados a 85% do valor patrimonial e não vemos muitas formas da vacância piorar. Como todo play de valor a distribuição de rendimentos é baixa, o retorno com dividendos deve ficar na ordem de 5% para os próximos 12 meses.

Mas o ganho de capital pode superar 20% dependendo da evolução do mercado e da política comercial adotada pelos gestores. Houve, recentemente, uma proposta de compra dos ativos do fundo por parte do UBS em conjunto com duas gestoras brasileiras no qual foi ofertado o equivalente a R$ 114,62 por cota. Hoje o fundo negocia por R$ 105.

SHPH11: O Shopping Patio Higienópolis é um dos FIIs mais antigos listados e possui um histórico de valorização consistente ao longo dos últimos 10 anos. Contudo, encontra-se em um patamar de preço elevado. Considerando o valor da cota atual, o fundo distribui cerca 4,2% a.a em proventos.

O que torna o fundo atrativo é a especificidade e resiliência do shopping. Dito isso, tanto a receita quanto a distribuição de proventos tendem a ser crescentes e para o investidor que mira o longo prazo (mais de 5 anos), constitui-se um bom investimento.

VRTA11: Trata-se de um fundo de CRI gerido pelo Fator, voltado para aquisição de ativos indexados à inflação. O fundo possui um histórico de resultados consistente, mas como todo fundo indexado à inflação, registrou uma redução significativa na distribuição de proventos ao longo do ano de 2017.

Acreditamos que a possibilidade de compressão do juro real doméstico pode abrir espaço para melhora do dividend yield e, consequentemente, valorização da cota.

TBOF11: Estamos recomendando o TB Office pela possibilidade de ganho de capital no médio prazo. O fundo está negociando por cerca de R$ 13.700/m² sendo um prédio AAA e localizado em uma região muito demandada.

O custo de reposição de ativo é maior que o seu valor atual, e deverá ser um dos drivers de valorização no médio prazo. Hoje está com mais de 30% de vacância, mas pela qualidade do ativo, uma política comercial mais agressiva pode revertê-la com tempestividade.
Fonte: Infomoney

Footer background image

Onde Estamos

Avenida Graça Aranha, 206 - 4º Andar - Centro

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro - 20030-001

Brasil

Horário de Funcionamento

Segunda - Sexta : 09:00 às 18:00